Oi gente!

Hoje começo os posts mais detalhados sobre o que vi na Itália e o meu primeiro destino foi Roma!

Ficamos 4 dias na cidade, deu pra conhecer bastante coisa mas ainda precisava de mais alguns para ver tudo que gostaria. Ainda assim tive que dividir Roma em mais de um post para não ficar tão grande e cansativo de ler!

MuseusVaticano_01

MUSEUS DO VATICANO (Musei Vaticani)

Foi fundado pelo papa Júlio II (pontificado: 1503-1513) e é um complexo de museus abrigados em alguns edificios do Palácio do Vaticano, contendo uma das mais suntuosas coleções de obras de arte do mundo.

O lugar é simplesmente enorme! Compramos o ingresso com antecedência para não pegar fila no dia e foi a melhor coisa que fizemos. Com o ingresso na mão  já fomos entrando, só passamos pelo detector de metais e pronto, zero fila! Aluguei o audioguia mas, sinceramente, não vi muita vantagem. Não tive paciência de ficar ouvindo as explicações de cada coisa que eu via (cada obra tem um número, então é só digitar e ouvir). O único lugar que realmente usei o audioguia foi na Capela Sistina. Como lá não pode tirar foto acabei ocupando o tempo que admirava o lugar ouvindo as explicações. Ah! E só tem audio em português de Portugal, mas da para entender tudo perfeitamente.

No mesmo lugar que pegamos o audioguia recebemos um mapa do local, que não achei muito bom. O ideal é você já levar um mapa mais completinho. Logo em seguida nos deparamos com um pátio, que estava bem cheio de grupos turísticos reunidos mas que tem uma vista linda da cúpula da Basílica de São Pedro e do jardim do museu. Lá também tem uma fonte de água. Aproveitamos para encher as nossas garrafinhas (que já tava vazia). Achei que a água teria um gosto ruim mas nem tem viu! Achei também que teria nojinho da água mas ela chega tão fria que é um oásis no meio do calor! hehehe…

MuseusVaticano_02

Logo em seguida fomos visitar a Pinacoteca que tem bastante obra interessante para ver. Ficamos um bom tempo por lá. Existem dois percursos para se fazer dos museus, um mais longo e outro mais curto. Peguei o mais longo e acho que é o melhor a se fazer. Mas pesquise antes os museus e salas que tem interesse em ver para não perder nada e nem se perder lá dentro. Todos os dois caminhos finalizam na Capela Sistina.

A Capela Sistina foi o espaço que mais amei no museu. O espaço não é grande (até achei que fosse maior) mas as pinturas de Michelangelo no teto são impressionantes! Uma pena que não pode tirar foto. Mas é um lugar imperdível de se visitar.

MuseusVaticano_03

Endereço: Viale Vaticano, 00165.

Como chegar: Da pra ir de taxi, ônibus ou metrô. Fui de metrô e foi bem fácil. Peguei a linha A e desci na estação Ottaviano. Dali é só ir seguindo as placas indicando e logo você vai ver o muro do Vaticano, pegue a direita e contorne o muso até chegar na entrada dos Museus.

Preço: O bilhete custa 16 euros. O audioguia 7 euros.

Dica: Compre o ingresso antes de viajar pela internet para não pegar fila. Esqueci de tirar foto mas a fila para quem ia comprar o ingresso na hora estava enorme, parada e no sol bem quente. Leve uma garrafinha de água e um lanchinho na mochila. O museu é muito grande e no verão estava muuuuito quente. É quente até na sombra. Lá dentro tem uns restaurantes mas já ouvi falar que não são muito bons.

• • •

BasilicaSanPietro

BASÍLICA DE SÃO PEDRO (Basilica di San Pietro)

Não sei qual caminho peguei ao sair do museu mas já saí do lado da Basílica de São Pedro. O que foi ótimo pois não precisei contornar o muro do Vaticano. Economizei as pernas mas acabei atrasando o almoço. Saí bem perto da lojinha de souvenir e aproveitei para comprar umas lembrancinhas com as freirinhas mais fofas que já vi!

A fila para subir na cúpula estava enorme (uma pena pois queria ir). Então fomos logo entrando na basílica e gente, que lugar é aquele?! Com certeza é a igreja mais linda de toda Itália (até parece que vi todas… hehehe…). É impressionante ver aquele lugar pessoalmente que aprendi a ver todo ano com minha mãe na missa do Galo. Não sou católica mas minha mãe era então seria impossível não me emocionar com aquele lugar.

A Basílica de São Pedro é a maior de todas as igrejas católicas e a mais visitada igreja do mundo. A basílica original havia sido construída por ordens do imperador Constantino em 319. O edifício da atual basílica data do Renascimento e do barroco, e levou mais de 100 anos para ser concluída como vemos hoje, além de ter a mão de diversos arquitetos como Bramante, Rafael, Fra Giocondo, Antonio da Sangallo, Baldassare Peruzzi, Miquelangelo, Carlo Madero e Bernini.

Sua cúpula apesar de ser vista por quase toda Roma não é a maior (é um pouco menor que a do Panteão), possuindo um diâmetro de 42 metros, porém sua altura (132,50 metros) a deixa mais imponente. Foi projetada por Michelangelo que faleceu antes de sua conclusão. Giacomo della Porta terminou sua construção, fazendo pequenas alterações no projeto.

BasilicaSanPietro_01

A basílica é muito grandiosa e não sabia se olhava ou se tirava foto de cada detalhe (são muitos!). Sua fachada é bem imponente mas o seu interior é ainda mais lindo. O altar papal, situado em cima do túmulo de São Pedro, possui um baldaquino feito de ouro e bronze, com altura de 29 metros, obra de Gianlorenzo Bernini. É simplesmente enorme e lindo! Outra obra de Bernini a se admirar é o Trono de São Pedro, feito em bronze e mármore policromo e possui uma altura de quase 20 metros. A luz que entra na janela oval de alabastro com a imagem de uma pomba ilumina o dourado, criando um efeito espetacular! É também na Basílica de São Pedro que fica a tão famosa Pietá de Michelangelo. É impressionante imaginar que quando ele a fez não tinha nem 25 anos de idade.

Endereço: Piazza San Pietro, 00120.

Preço: Não paga para entrar, somente para subir na cúpula.

Como chegar: De taxi, ônibus e metrô. Se optar pelo metrô é só fazer do mesmo jeito que fiz para chegar aos museus, pega a linha A e desce na estação Ottaviano. Só que ao invés de virar à direita é só seguir reto.

Dicas: Não pode entrar na Basílica São Pedro com decotes, barriga, ombros e joelho de fora. Mesmo no verão tem que ir com uma roupa mais composta. É isso ou você terá que se enrolar em uns lenços (mas vai ter que comprar). Chapéu e boné também não é permitido. Ah! E as regras são tanto para homens quanto para muheres.

• • •

PiazzaSanPietro

PRAÇA SÃO PEDRO (Piazza San Pietro)

A Praça São pedro foi criada por Bernini a pedido de Alexandre VII, para que desse à praça situada em frente a Basílica de São Pedro uma forma digna deste edifício. Até então, no local, somente existia o obelisco egípcio (colocado por Domênico Fontana em 1586) e uma fonte.

A praça é imensa e sua beleza está na colunata dórica de quatro filas que a rodeia, e que no alto possui 140 estátuas. É simplesmente deslumbrante e é considerada uma das mais esplêndidas realizações de Bernini.

Infelizmente o sol estava muito quente. E como a praça é totalmente aberta não consegui passar tanto tempo assim por lá. Eu ia pro sol, tirava uma ou duas fotos e logo voltava pra sombra. Fora que ainda nem tinha almoçado e a fome já estava batendo.

PiazzaSanPietro_01

Endereço: Piazza San Pietro, 00120.

Preço: Não paga para entrar, somente para subir na cúpula.

Como chegar: De taxi, ônibus e metrô. Se optar pelo metrô é só fazer do mesmo jeito que fiz para chegar aos museus, pega a linha A e desce na estação Ottaviano. Só que ao invés de virar à direita é só seguir reto.

Dicas: Não pode entrar na Basílica São Pedro com decotes, barriga, ombros e joelho de fora. Mesmo no verão tem que ir com uma roupa mais composta. É isso ou você terá que se enrolar em uns lenços. Chapéu e boné também não é permitido. Ah! E as regras são tanto para homens quanto para muheres.

• • •

CasteloSantAngelo

CASTELO E PONTE DE SANTO ÂNGELO (Ponte Sant’Angelo e Castel Sant’Angelo)

O Castelo Sant’Angelo foi construído para ser o mausoléu de Adriano, na Idade Média foi transformado em cidadela e prisão e no Renascimento em residência papal.

A Ponte Sant’Angelo é uma das mais belas pontes de Roma. Foi construída por Adriano em 134 para servir de acesso ao seu mausoléu (o Castelo) e tinha o nome de sua família: Aelius. Somente passou a ter o nome de Sant’Angelo quando o papa Clemente IX pediu para Bernini um novo parapeito para a ponte e dez estátuas de anjos.

PonteSantAngelo

Como já era final da tarde quando chegamos ao Castelo e por conta do cansaço resolvemos não entrar. Ficamos um pouco do lado de fora. Visitamos uma feirinha que fica no jardim ao lado do Castelo, aproveitamos para descançar um pouco e tomar um gelato. Dali do jardim da para ver o Passetto di Gorgo, uma passagem elevada que liga o Vaticano ao Castelo. E que já foi usada por alguns papas para fugir de ataques. Essa região é bem bonita e gostosa de andar, vale a pena dar uma passeada.

Endereço: Lungotevere Castello, 50.

Preço: 10 euros.

Como chegar: Fui andando do Vaticano até o Castelo, mas da para ir de taxi ou ônibus.

Dicas: Quem compra o ingresso antecipado pela internet não pega fila ao entrar. Além da pequena feirinha que citei acima que fica ao lado do Castelo, tem outra maior que fica na margem do rio Tibre mas parece que só tem no verão.

• • •

Vou parar esse post por aqui pra não ficar ainda maior. Mas ainda tem muita coisa para mostrar do que vi em Roma.

Oi gente!

Hoje começo os posts mais detalhados sobre o que vi na Itália e o meu primeiro destino foi Roma!

Ficamos 4 dias na cidade, deu pra conhecer bastante coisa mas ainda precisava de mais alguns para ver tudo que gostaria. Ainda assim tive que dividir Roma em mais de um post para não ficar tão grande e cansativo de ler!

MuseusVaticano_01

MUSEUS DO VATICANO (Musei Vaticani)

Foi fundado pelo papa Júlio II (pontificado: 1503-1513) e é um complexo de museus abrigados em alguns edificios do Palácio do Vaticano, contendo uma das mais suntuosas coleções de obras de arte do mundo.

O lugar é simplesmente enorme! Compramos o ingresso com antecedência para não pegar fila no dia e foi a melhor coisa que fizemos. Com o ingresso na mão  já fomos entrando, só passamos pelo detector de metais e pronto, zero fila! Aluguei o audioguia mas, sinceramente, não vi muita vantagem. Não tive paciência de ficar ouvindo as explicações de cada coisa que eu via (cada obra tem um número, então é só digitar e ouvir). O único lugar que realmente usei o audioguia foi na Capela Sistina. Como lá não pode tirar foto acabei ocupando o tempo que admirava o lugar ouvindo as explicações. Ah! E só tem audio em português de Portugal, mas da para entender tudo perfeitamente.

No mesmo lugar que pegamos o audioguia recebemos um mapa do local, que não achei muito bom. O ideal é você já levar um mapa mais completinho. Logo em seguida nos deparamos com um pátio, que estava bem cheio de grupos turísticos reunidos mas que tem uma vista linda da cúpula da Basílica de São Pedro e do jardim do museu. Lá também tem uma fonte de água. Aproveitamos para encher as nossas garrafinhas (que já tava vazia). Achei que a água teria um gosto ruim mas nem tem viu! Achei também que teria nojinho da água mas ela chega tão fria que é um oásis no meio do calor! hehehe…

MuseusVaticano_02

Logo em seguida fomos visitar a Pinacoteca que tem bastante obra interessante para ver. Ficamos um bom tempo por lá. Existem dois percursos para se fazer dos museus, um mais longo e outro mais curto. Peguei o mais longo e acho que é o melhor a se fazer. Mas pesquise antes os museus e salas que tem interesse em ver para não perder nada e nem se perder lá dentro. Todos os dois caminhos finalizam na Capela Sistina.

A Capela Sistina foi o espaço que mais amei no museu. O espaço não é grande (até achei que fosse maior) mas as pinturas de Michelangelo no teto são impressionantes! Uma pena que não pode tirar foto. Mas é um lugar imperdível de se visitar.

MuseusVaticano_03

Endereço: Viale Vaticano, 00165.

Como chegar: Da pra ir de taxi, ônibus ou metrô. Fui de metrô e foi bem fácil. Peguei a linha A e desci na estação Ottaviano. Dali é só ir seguindo as placas indicando e logo você vai ver o muro do Vaticano, pegue a direita e contorne o muso até chegar na entrada dos Museus.

Preço: O bilhete custa 16 euros. O audioguia 7 euros.

Dica: Compre o ingresso antes de viajar pela internet para não pegar fila. Esqueci de tirar foto mas a fila para quem ia comprar o ingresso na hora estava enorme, parada e no sol bem quente. Leve uma garrafinha de água e um lanchinho na mochila. O museu é muito grande e no verão estava muuuuito quente. É quente até na sombra. Lá dentro tem uns restaurantes mas já ouvi falar que não são muito bons.

• • •

BasilicaSanPietro

BASÍLICA DE SÃO PEDRO (Basilica di San Pietro)

Não sei qual caminho peguei ao sair do museu mas já saí do lado da Basílica de São Pedro. O que foi ótimo pois não precisei contornar o muro do Vaticano. Economizei as pernas mas acabei atrasando o almoço. Saí bem perto da lojinha de souvenir e aproveitei para comprar umas lembrancinhas com as freirinhas mais fofas que já vi!

A fila para subir na cúpula estava enorme (uma pena pois queria ir). Então fomos logo entrando na basílica e gente, que lugar é aquele?! Com certeza é a igreja mais linda de toda Itália (até parece que vi todas… hehehe…). É impressionante ver aquele lugar pessoalmente que aprendi a ver todo ano com minha mãe na missa do Galo. Não sou católica mas minha mãe era então seria impossível não me emocionar com aquele lugar.

A Basílica de São Pedro é a maior de todas as igrejas católicas e a mais visitada igreja do mundo. A basílica original havia sido construída por ordens do imperador Constantino em 319. O edifício da atual basílica data do Renascimento e do barroco, e levou mais de 100 anos para ser concluída como vemos hoje, além de ter a mão de diversos arquitetos como Bramante, Rafael, Fra Giocondo, Antonio da Sangallo, Baldassare Peruzzi, Miquelangelo, Carlo Madero e Bernini.

Sua cúpula apesar de ser vista por quase toda Roma não é a maior (é um pouco menor que a do Panteão), possuindo um diâmetro de 42 metros, porém sua altura (132,50 metros) a deixa mais imponente. Foi projetada por Michelangelo que faleceu antes de sua conclusão. Giacomo della Porta terminou sua construção, fazendo pequenas alterações no projeto.

BasilicaSanPietro_01

A basílica é muito grandiosa e não sabia se olhava ou se tirava foto de cada detalhe (são muitos!). Sua fachada é bem imponente mas o seu interior é ainda mais lindo. O altar papal, situado em cima do túmulo de São Pedro, possui um baldaquino feito de ouro e bronze, com altura de 29 metros, obra de Gianlorenzo Bernini. É simplesmente enorme e lindo! Outra obra de Bernini a se admirar é o Trono de São Pedro, feito em bronze e mármore policromo e possui uma altura de quase 20 metros. A luz que entra na janela oval de alabastro com a imagem de uma pomba ilumina o dourado, criando um efeito espetacular! É também na Basílica de São Pedro que fica a tão famosa Pietá de Michelangelo. É impressionante imaginar que quando ele a fez não tinha nem 25 anos de idade.

Endereço: Piazza San Pietro, 00120.

Preço: Não paga para entrar, somente para subir na cúpula.

Como chegar: De taxi, ônibus e metrô. Se optar pelo metrô é só fazer do mesmo jeito que fiz para chegar aos museus, pega a linha A e desce na estação Ottaviano. Só que ao invés de virar à direita é só seguir reto.

Dicas: Não pode entrar na Basílica São Pedro com decotes, barriga, ombros e joelho de fora. Mesmo no verão tem que ir com uma roupa mais composta. É isso ou você terá que se enrolar em uns lenços (mas vai ter que comprar). Chapéu e boné também não é permitido. Ah! E as regras são tanto para homens quanto para muheres.

• • •

PiazzaSanPietro

PRAÇA SÃO PEDRO (Piazza San Pietro)

A Praça São pedro foi criada por Bernini a pedido de Alexandre VII, para que desse à praça situada em frente a Basílica de São Pedro uma forma digna deste edifício. Até então, no local, somente existia o obelisco egípcio (colocado por Domênico Fontana em 1586) e uma fonte.

A praça é imensa e sua beleza está na colunata dórica de quatro filas que a rodeia, e que no alto possui 140 estátuas. É simplesmente deslumbrante e é considerada uma das mais esplêndidas realizações de Bernini.

Infelizmente o sol estava muito quente. E como a praça é totalmente aberta não consegui passar tanto tempo assim por lá. Eu ia pro sol, tirava uma ou duas fotos e logo voltava pra sombra. Fora que ainda nem tinha almoçado e a fome já estava batendo.

PiazzaSanPietro_01

Endereço: Piazza San Pietro, 00120.

Preço: Não paga para entrar, somente para subir na cúpula.

Como chegar: De taxi, ônibus e metrô. Se optar pelo metrô é só fazer do mesmo jeito que fiz para chegar aos museus, pega a linha A e desce na estação Ottaviano. Só que ao invés de virar à direita é só seguir reto.

Dicas: Não pode entrar na Basílica São Pedro com decotes, barriga, ombros e joelho de fora. Mesmo no verão tem que ir com uma roupa mais composta. É isso ou você terá que se enrolar em uns lenços. Chapéu e boné também não é permitido. Ah! E as regras são tanto para homens quanto para muheres.

• • •

CasteloSantAngelo

CASTELO E PONTE DE SANTO ÂNGELO (Ponte Sant’Angelo e Castel Sant’Angelo)

O Castelo Sant’Angelo foi construído para ser o mausoléu de Adriano, na Idade Média foi transformado em cidadela e prisão e no Renascimento em residência papal.

A Ponte Sant’Angelo é uma das mais belas pontes de Roma. Foi construída por Adriano em 134 para servir de acesso ao seu mausoléu (o Castelo) e tinha o nome de sua família: Aelius. Somente passou a ter o nome de Sant’Angelo quando o papa Clemente IX pediu para Bernini um novo parapeito para a ponte e dez estátuas de anjos.

PonteSantAngelo

Como já era final da tarde quando chegamos ao Castelo e por conta do cansaço resolvemos não entrar. Ficamos um pouco do lado de fora. Visitamos uma feirinha que fica no jardim ao lado do Castelo, aproveitamos para descançar um pouco e tomar um gelato. Dali do jardim da para ver o Passetto di Gorgo, uma passagem elevada que liga o Vaticano ao Castelo. E que já foi usada por alguns papas para fugir de ataques. Essa região é bem bonita e gostosa de andar, vale a pena dar uma passeada.

Endereço: Lungotevere Castello, 50.

Preço: 10 euros.

Como chegar: Fui andando do Vaticano até o Castelo, mas da para ir de taxi ou ônibus.

Dicas: Quem compra o ingresso antecipado pela internet não pega fila ao entrar. Além da pequena feirinha que citei acima que fica ao lado do Castelo, tem outra maior que fica na margem do rio Tibre mas parece que só tem no verão.

• • •

Vou parar esse post por aqui pra não ficar ainda maior. Mas ainda tem muita coisa para mostrar do que vi em Roma.





Comentários


Wanessa

Aí que delícia, só de ver pelas fotos dá vontade de conhecer!
Acredito que esse calor até desmotiva caminhar nas ruas, mas vale mt conhecer cada história né?
Bj http://diadebrilho.com

Lala Ismerim

Uma coisa que aprendi foi andar pela sombra! Hehehehe… mas apesar do calor Roma é uma cidade muito boa para andar a pé e o ônibus é bem legal pois é em aberto. Aí da pra ver a paisagem no trajeto.
Beijo

Camila Faria

Delícia de viagem! Senti falta de MAIS fotos de Lala maravilhosa em Roma, viu??? Vamos aparecer mais no próximo post, viu??? 😉

Lala Ismerim

Hahahaha… Sabe como é arquiteta né. Quer tirar foto de todos os detalhes mas aparece pouco nas fotos.
Vou tentar colocar mais umas fotos minhas no próximo post.
Beijo

Natalia

Ainda não conheço a Itália, seu post me deixou na vontade!

Lala Ismerim

Que bom Natalia!
E eu já quero voltar! Heheheehe
Beijo

Gih

A capela sistina é maravilhosa, tudo lá é maravilhoso né.. fica difícil achar um cantinho que não gostou.
As suas fotos estão lindas.
kisses

Lala Ismerim

Bem isso mesmo! Tudo é maravilhoso.
Beijo

Kaila

Conhecer esse lugar deve ter sido mágico, Itália deve ser um destino extraordinário para visitar. Amei suas fotos! ❤

http://www.kailagarcia.com

Lala Ismerim

Com certeza!
Obrigada Kaila.
Beijo

Natz Sodré

Estou simplesmente apaixonada por cada detalhe de Roma que você mostrou nesse post, principalmente pelo Castelo.. Pena que vcs não entraram, fiquei curiosa pra saber como é por dentro! Mas valeu muito a pena a rota de vocês hein, belíssima! Beijokas Lalá 😉

Lala Ismerim

Uma pena mesmo Natz! Ele é bem interessante por fora, imagina por dentro né.
Beijo

Lilian Moraes

Tudo muito lindo, impossível não se apaixonar pela arquitetura e história do local.

Beijos
http://orangelily.com.br

Lala Ismerim

Com certeza Lilian!
Beijo

Ana Castilho

Que lindo! Amava conhecer, quem sabe um dia talvez. 🙂
Um beijinho,
http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

Lala Ismerim

Com certeza vai Ana!
Beijo

Amanda

Que lugar lindo, meu deus do céu! Esse tipo de post me deixa louca pra viajar! <3

Lala Ismerim

Também fico quando vejo post de viagem!
Beijo

Lívia Madeira

APAIXONADA por esse post super completo contanto tudo de Roma, quero MUITO conhecer tbm com certeza!

http://www.tofucolorido.com.br
http://www.facebook.com/blogtofucolorido

Lala Ismerim

Conhece sim!
É um lugar maravilhoso.
Beijo

Monyque Evelyn

Que lugares mais lindos, quero muito conhecer a Itália. Fico feliz pela sua experiência, obrigada por compartilhar 😀

submersa-em-palavras.blogspot.com.br

Carol R

Me deu saudades..
bjs

Lala Ismerim

Me deu também Carol!
Beijo

Heloisa Godioso

caraca, e bota coisa pra mostrar em Roma, ein? hahahahahha
mas as fotos tão lindas!
é um lugar que tenho muita vontade de conhecer em breve 😉

Lala Ismerim

Tenho certeza que você vai amar!
Beijo

Gabriela Farias Soares

Só pelas fotos e descrições eu já fiquei apaixonada por esse lugar! Adorei as dicas e espero ir pra Roma um dia pra poder botá-las em prática haha
Um beijão,
Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

Lala Ismerim

Espero que consiga ir logo Gabs!
Beijo


Deixe seu comentário: